Bem vindos á confraria, como o nome indica há que retalhar em quem ou no que vos vier ás vossas brilhantes mentes, para além de tudo isso que já não é pouco, este espaço será dedicado a todas as minhas paixões enquanto ser humano umas vezes mais humano que outras, fotografia, poesia, economia, música, desporto, política, bem quase tudo mesmo, umas mais paixões que outras.... Por isso postai meus amigos postai....

sábado, 28 de julho de 2007

"Sê o que Foste"

Olhar povoado de melancolia
Existência desprovida de futilidades
Sorriso privado de alegria
É assim quem escreve esta melodia
Agarrado ao outrora e às vaidades
Copos pela noite olheiras pelo dia
Disfarçam a mágoa e as verdades
De quem não gosta de ser o que queria
Depois a luz do dia e as crueldades
Cabeça tonta e alma azedia
Olhar coberto de atrocidades
E assim o olhar desta vida vadia.

"Papel do Mundo"











INSTRUMENTO VIL E CRUEL
FAZ MATAR FAZ MORRER
DE QUE É FEITO ESSE PAPEL
FEITO DE ÓDIO CRUELDADE
GANANCIA PODRIDÃO
COMO DÓI ESTA VERDADE
PAPEL DE DESTRUIÇÃO
FAZ SOFRER E PREVARICAR
PAPEL DE OSTENTAÇÃO
FAZ ODIAR FAZ AMAR
FAZ-TE DESPIR A ALMA
VENDE-LA E MANTER A CALMA
FAZ CHORAR E SORRIR
CORRER SALTAR EXTRAPOLIAR
PAPEL DOCE AMARGO DO MUNDO
QUE TE FAZ BATER NO FUNDO
LAVAR A CARA E FICAR IMUNDO
É ASSIM ESTE PAPEL
QUE TE FAZ REPRESENTAR
DESPRENDIDO DE TUDO E APENAS SALVAR A PELE.





Biografia:
Fotos:Sebastião Salgado
Texto:Carlos Mendes

"Zoe Wiseman"

"Zoe Wiseman"
Sylvie Blum

Jean-Baptiste Mondino

Jean-Baptiste Mondino

Bombay de: Sebastião Salgado

Bombay de: Sebastião Salgado